{Resenha} O Iluminado



Título: O Iluminado
Autor: Stephen King
Editora: Objetiva
Tradução: Betty Ramos de Albuquerque
ISBN: 8574796433
Número de Páginas: 262
Ano: 2004
Classificação: 

Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.Em O iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família.Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.

Provavelmente você já deve ter assistido o filme clássico do diretor Stanley Kubrick de O Iluminado. O filme foi baseado na obra de Stephen King.Qual a razão de ler o livro se você já assistiu o filme? É muito simples, os finais da história são diferentes. Esse é o segundo livro do autor, considerado um clássico do terror. Sem sombra de dúvidas em O Iluminado, você vai entender porque Stephen King é considerado uma lenda como escritor de horror.

Toda história se passa no Hotel Overlook (esse nome já me arrepia) em que Jack leva sua família para passar um inverno de 3 meses para trabalhar como zelador e não poderiam sair do hotel, por motivo da neve estar muito alta. A relação entre Jack e sua esposa Wendy está um pouco estremecida, pelo motivo de Jack ter um problema sério com bebidas e estar desempregado. O Hotel Overlook é a chance dele conseguir escrever sua obra e se afastar das bebidas, é a um clima perfeito para que as duas coisas tenham sucesso. Na entrevista com o dono do hotel, a história já começa a ficar aparentemente estranha. Todos os finais dos zeladores que cuidaram do hotel, acabou em tragédias, sendo que o último zelador teve uma crise de psicopatia e acabou assassinando sua esposa e duas filhas. O caso foi apontado como: Síndrome da Cabana (quando a pessoa se vê isolado e incomunicável em um local do qual não pode sair, acabando gerando uma síndrome nervosa).

Além de todos esses indícios para um possível desastre, o casal possui um filho com super sensibilidade para atividades paranormais. Dani é um "iluminado". Isso não é nenhum spoiller, pois tanto no começo do livro, quanto do filme, um dos empregados do Hotel Overlook percebe essa iluminação do garoto e explica que ele também tem sintomas de paranormalidade. Antes de ir ao Overlook, Dani tem ciência de que o hotel é ruim, ele não sabe ao certo o que encontrará no hotel mas seu "amigo imaginário" Tony constantemente pede para que ele não vá ao hotel, porém ele não conta aos pais para evitar brigas do casal.

Uma diferença grande entre o livro e o filme que Stephen King apontou (e eu concordei) é que, no filme, Jack é um completo psicopata do começo ao fim do longa metragem. O livro vai criando uma evolução do Jack "bom" mas com históricos de instabilidade ao Jack que começa a sofrer atormentações dos espíritos e começa a se tornar um assassino, induzido pelos espíritos ruins do hotel. Longe do livro ser melhor que o filme, as duas obras são sensacionais, porém o livro realmente aponta maiores detalhes.

Sem dúvidas O Iluminado foi o livro e o filme de terror que mais prenderam a atenção, as duas obras foram feitos por artistas excepcionais.

Um comentário :

  1. mto boa resenha!!! eu amoo esse livro <3


    http://rodapedelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir