{Resenha} Uma Casa no Fundo de Um Lago



Título: Uma Casa No Fundo de Um Lago
Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
ISBN: 8551003852
Número de Páginas: 160
Ano: 2018
Classificação: 

James e Amélia têm dezessete anos. Em comum, além da idade, têm o fato de estarem um a fim do outro e de serem tomados pelo nervosismo quando James chama Amélia para sair. Mas tudo parece perfeito para um primeiro encontro: um passeio de canoa pelos lagos, levando um cooler cheio de sanduíches e cervejas.
À medida que se aprofundam na exploração, os dois chegam a um lago escondido e encontram algo impressionante debaixo d'água. Um lugar perigosamente mágico: uma casa de dois andares com tudo que tem direito — móveis, um jardim, uma piscina e uma porta da frente, que está aberta.
Enquanto, fascinados, vasculham o imóvel e tentam passar uma boa impressão para o outro, cresce o medo. Será que um local misterioso como aquele esconde alguém — ou algo — vivo? Uma coisa é certa: depois de mergulhar nos mistérios da casa no fundo do lago, a vida deles jamais voltará a ser a mesma.

Josh Malerman é um escritor que pode ser considerado um divisor de águas quanto a reação dos leitores aos seus livros: ou amam ou odeiam, dificilmente tem um meio termo, isso desde Caixa de Pássaros (que se tornou um dos meus livros favoritos, razão pela qual eu continuo lendo os livros dele). Tive uma ótima experiência com Caixa de Pássaros, porém não foi a mesma coisa com Piano Vermelho, mas ainda assim resolvi tentar a leitura com Uma Casa no Fundo de Um Lago: a experiência acabou não sendo uma das melhores também.

{Coluna} Especial: 10 anos da Turma da Mônica Jovem








“Olha, saiu a Turma da Mônica adolescente!”
“É mentira de internet mãe, o pessoal vive postando isso!”
“Não é não, tá passando aqui na televisão!”
E de fato não era.

Foi num nublado domingo de outubro de 2008, em que eu tentava sem sucesso adiantar meu trabalho final de graduação, que esta notícia me atingiu como um raio: “Como assim eles cresceram e eu não sabia?”. Longe dos meios de comunicação - como qualquer universitário nesta mesma fase (mas nunca, nunca longe das redes sociais!) e sem a assinatura da turminha clássica, eu não acompanhei este lançamento. Naquele momento parei tudo e fui pesquisar na internet: algumas páginas especializadas em hq’s mencionavam o assunto, estava lá, era verdade! No dia seguinte corri até as bancas 
para adquirir meu exemplar; já estavam na terceira revista, eu havia perdido duas edições. Peregrinei pelas bancas atrás das outras duas. Alguns vendedores, principalmente os do “lado de cá da poça”, também pareciam desconhecer a informação: “Eles cresceram?” “Sim, eles cresceram” eu respondia, e mostrava o exemplar que estava na minha bolsa. Consegui as duas edições anteriores, mas a edição zero me aguarda escondida em algum sebo por aí.


{Crítica} Kalinka



Contar uma história real não é tarefa fácil. E quando o caso em questão esteve envolvido em polêmicas internacionais por mais de trinta anos, é de se esperar que o cuidado (e a dificuldade) duplique para que o resultado se mantenha interessante sem cair no dramalhão, ou pior, no sensacionalismo. E é justamente nesse ponto que Kalinka acerta, abordando a luta de um pai por justiça depois de passar pela pior das dores: a perda da filha, enquanto ela passava férias na casa do padrasto.

A fita começa com o protagonista, André Bamberski, já com certa idade, sendo preso. Em momento algum é explicado o motivo (na verdade é sim, mas só no final), mas o que surpreende é a reação do senhor, que é... Nenhuma. Ele apenas se arruma e vai. Título na tela, voltamos algumas décadas e é contada a história á partir do momento em que se depara com Dieter Krombach, no início um simpático médico que ajuda a família de André após eles sofrerem um acidente durante uma viagem. Mas o estranho acaba ficando muito próximo, até demais, da esposa do "novo amigo", provocando a separação dos dois. Anos se passam e os filhos do ex-casal vão passar uns dias com a mãe e Dieter, que á essa altura estão casados. Só que, nesse período Kalinka, a filha mais velha, morre subitamente. André se recusa á aceitar a versão dada de que a menina faleceu de causas naturais e passa á investigar por conta própria o que realmente teria acontecido naquela casa.

{Coluna} Papo Aleatório, com Doses de Literatura, de Uma Sexta a Tarde



Hoje meu plano era escrever uma resenha ou uma coluna com um tema bem definido, mas depois de algumas horas trabalhando no TCC acho que sairia um texto muito chatinho e, claro, nas normas da ABNT (arial 12, justificado, espaçamento 1,5, citação direta com recuo de 4cm...), então resolvi bater um papo com você, então...

E ai como você está? Ansioso pelo fim de semana?

Não sei se você também é assim, mas já parou pra analisar que, assim como as pessoas, existem livros que marcam muito nossa vida e delimitam algumas fases dela?

Intrínsecos: O Novo Clube de Livros da Intrínseca!




Os clubes de assinatura tem ganhado cada vez mais espaço no meio editorial, antes feitos apenas como uma espécie de parceria entre empresas e editoras ou curadores, porém, agora também está vindo diretamente das editoras.

Comemorando seus 15 anos, a Intrínseca está lançando seu clube de livros chamado Intrínsecos. Ele funciona praticamente da mesma forma como os outros e possuem dois planos, que irei detalhar um pouco mais pra frente.

O clube Intrínsecos é basicamente uma caixa contendo um livro com design exclusivo em capa dura, que será sempre um livro ainda inédito no Brasil e chegará para os Intrínsecos 45 dias antes do lançamento nas livrarias. Além do exemplar, a caixa terá uma revista com conteúdo exclusivo que complementará a experiência da leitura, um marcador de página e um brinde relacionado ao livro do mês. Bem legal, né?!

{Resenha} Caçadores de Bons Exemplos



Título: Caçadores de Bons Exemplos: Em busca de brasileiros que fazem a diferença
Autores: Iara e Eduardo Xavier
Editora: Leya
ISBN: 9788593410000
Número de Páginas: 260
Ano: 2016
Classificação: 
Em meio a tempestades de notícias ruins, os 'Caçadores de bons exemplos' nos mostram brasileiros que constroem um país melhor e fazem a diferença nas comunidades onde vivem. Cansados de ouvir notícias ruins, Iara e Eduardo resolveram tomar uma atitude. Sem patrocínio e nenhum vínculo religioso ou político, venderam o apartamento e saíram em uma viagem em busca de bons exemplos: pessoas que fazem a diferença na comunidade que vivem, executando algum projeto social. 

Eles acreditam que existem muito mais ações positivas do que ações negativas no mundo. Neste período, percorreram 225.806 km e catalogaram 1.150 projetos por todos os estados brasileiros. Agora, esta ação se transformou em uma grande mobilização para divulgação do bem, da qual participam milhares de pessoas pelas redes sociais. Colecionando histórias emocionantes e ideias inspiradoras, os 'Caçadores de bons exemplos' continuam na estrada, sempre movidos pelo desejo de descobrir uma sociedade mais humana, e mais ativa na construção de um mundo melhor pra se viver.

{Resenha} A Mulher Entre Nós



Título: A Mulher Entre Nós
Autor: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Editora: Paralela
ISBN: 9788584391066
Número de Páginas: 352
Ano: 2018
Classificação: 

Um livro de suspense que explora as complexidades do casamento e as verdades perigosas que ignoramos em nome do amor. Aos 37 anos, a recém divorciada Vanessa está no fundo do poço. Deprimida, morando no apartamento de sua tia, ela não tem filhos, dinheiro ou amigos verdadeiros. Ao descobrir que Richard, seu rico e carismático ex-marido, está prestes a se casar de novo, algo dentro de Vanessa se quebra. A partir de agora, sua vida irá revolver em torno de uma única obsessão: impedir esse matrimônio. Custe o que custar. Na superfície, Nellie se parece com qualquer outra jovem bela e sonhadora que veio para Manhattan começar sua tão sonhada vida adulta. Mas a personalidade tranquila que ostenta é apenas uma fachada. Em sua mente, perdura um segredo que a fez fugir de sua cidade natal e que a impede de caminhar em paz quando está sozinha. Ao conhecer Richard – bem sucedido, protetor, o homem dos sonhos – ela finalmente começa a sentir-se segura. Ele promete protegê-la de todos os males, para o resto de sua vida. Mas, de repente, ela começa a receber ligações misteriosas. Fotografias em seu quarto são movidas de lugar. O lenço que ela planejava usar em seu casamento desaparece. Alguém está perseguindo a, alguém quer o seu mal. Mas quem?

Trilhers psicológicos com uma mulher problemática como protagonista estão em alta, o que torna mais difícil para os autores e editoras encontrarem algo que seja diferente para atrair a atenção dos leitores. A Mulher Entre Nós parece ser mais um clichê pela sinopse, mas acaba se revelando uma surpresa um tanto agradável, cheia de reviravoltas.